Buscar

Araguari adere a protocolos do novo Minas Consciente e volta para Onda Vermelha


O município de Araguari aderiu aos novos protocolos do Plano Minas Consciente que enquadrou a macrorregião do Triângulo Norte na onda vermelha. O novo Decreto publicado neste sábado (30), substitui o anterior e suas alterações, provocando assim uma centralização das normas a serem seguidas pelas diversas faixas econômicas em cada fase restritiva do Minas Consciente, ondas Vermelha e Amarela.


Para funcionar qualquer que seja o estabelecimento, público ou privado, deve exigir de seus colaboradores e população em geral, o uso de máscaras , álcool gel, manutenção do distanciamento e isolamento. A aferição de temperatura, e a higienização dos ambientes, também fazem parte das práticas sanitárias destacadas pelo decreto.


As atividades econômicas essenciais estão autorizadas a funcionar de segunda a domingo de 7h30 às 22h, sendo obrigadas a cumprir os aspectos sanitários e também a legislação trabalhista pertinente. As atividades não essenciais, como o comércio, por exemplo, na Onda Vermelha seguem com a restrição de funcionamento para o período que vai de 12h às 18h, conforme acordado com os representantes da categoria desde o Decreto anterior que regula o tema.


O comércio de bebidas e o consumo de alimentos no local em qualquer tipo de estabelecimento também tem expansão a medida que a cidade progrida no Plano Minas Consciente. Na Onda Vermelha ele está permitido, porém bares e restaurantes têm restrição de horário de funcionamento, podendo estar abertos de 18h às 23h. Na Onda Amarela, o comércio de bebidas e o consumo de alimentos no local poderá ocorrer de 5h às 0h.


Em ambas as Ondas, supermercados e hipermercados podem funcionar se segunda a domingo, de 6h às 0h, porém, na Onda Vermelha, as mesmas restrições aplicadas a bares e restaurantes devem ser aplicadas dentro desses estabelecimentos que tiverem lanchonetes ou similares que vendam bebidas e alimentos para consumo no local. Farmácias e drogarias seguem autorizadas a funcionar até 24 horas por dia, inclusive feriados em qualquer fase do Plano.


NO DETALHE


Locais em que houver o consumo de bebidas e alimentos devem observar as novas medidas de segurança sanitária na Onda Vermelha. O distanciamento linear subiu de 2 metros para 3 metros com 10 metros quadrados de referência em ambientes fechados e 4 metros quadrados em ambientes a céu aberto. Sempre que possível o afastamento entre os ocupantes das mesas deve ser de 1 metro. A restrição anterior de 2 pessoas por mesa foi retirado e agora até quatro pessoas podem ocupar a mesma mesa, desde que mantidas as normas do protocolo. Está proibida a união de 2 ou mais mesas e o limite de 50% de ocupação das áreas trafegáveis.


Na Onda Amarela, o distanciamento linear diminui para 1,5 metros com 4m² (quatro metros quadrados) de referência. O afastamento das pessoas nas mesas, de 1 metro, deve ser mantido sempre que possível, mas a ocupação pode chegar a 6 pessoas. O limite de 75% (setenta e cinco por cento) de ocupação das áreas trafegáveis deve ser respeitado.


O self service voltou a estar proibido na Onda Vermelha, sendo necessário que o cliente seja servido nos estabelecimentos que oferecem este tipo de serviço. No caixa, o atendente também deve estar protegido usando face shield ou atrás de uma barreira de acrílico. O estabelecimento também deverá oferecer senhas aos clientes para controle do fluxo de pessoas ao mesmo tempo. Na fase Amarela do Plano, a modalidade self-service pode voltar a ser realizada, porém deverá observar as regras de condutas, práticas sanitárias e medidas de prevenção.


Nesses locais, na Onda Amarela, onde ficará a pista de distribuição de alimentos deverá ser delimitado, de preferência com barreira física e o acesso deverá ser controlado pelo estabelecimento a fim de evitar aglomerações. O estabelecimento deverá fornecer, para acesso a pista de distribuição de alimentos, os produtos necessários para higiene e proteção pessoal, como álcool 70% (setenta por cento) e luvas descartáveis, conforme vinha sendo feito por estes estabelecimentos. No caixa, o atendente também deve estar protegido usando face shield ou atrás de uma barreira de acrílico. O controle de espaçamento das filas também deve ser feito.


As atividades de hotelarias, hospedagem em geral e dormitórios de empresas (alojamentos) poderão funcionar, desde que respeitados na íntegra o Plano Minas Consciente, em qualquer que seja a fase, e as regras sanitárias do seu respectivo protocolo.


As regras do protocolo do Plano Minas Consciente, tanto na Onda Vermelha quando Amarela, para as atividades em grandes espaços e estabelecimentos como galerias comerciais, museus, cinemas, atividades de turismo, atrativos culturais e naturais, arenas, parques, bibliotecas, centros de convenções, espaços de convenções, eventos, estádios e congêneres, devendo observar os dias e horários de funcionamento estabelecidos as atividades não essenciais. Assim como nos casos das clínicas de estética, salões de beleza, barbearias, que também estão limitados a funcionar das 12h às 18h.


As atividades de treinamento, competição de esporte profissional, academias, clubes, atividades de lazer esportivas, incluindo todos os esportes, como aquáticos, individuais e coletivos, gestão e ensino de esportes, centros, personal trainner, espaços de condicionamento físico, aulas de natação, bem como as atividades esportivas em geral, devendo ser verificado os CNAEs aplicáveis em www.mg.gov.br/minasconsciente, e ainda, as regras específicas das Federações Desportivas, órgãos de controle também estão limitados aos horários dos serviços não essenciais, seguindo as restrições integrais do Plano Minas Consciente em qualquer uma das fases.


Fonte: V9