Buscar

Investimentos públicos e privados foram fundamentais para a modernização da logística de transportes


O Governo Federal, por meio do Ministério da Infraestrutura (MInfra) lançou na última semana, a edição 2021 do Caderno Transportes, uma publicação anual sobre o panorama de obras, ações e investimentos realizados no setor de Infraestrutura do País. A edição revela que a combinação de investimentos públicos e privados, ao longo de 2021, foi fundamental ao avanço do processo de modernização da logística nacional de transportes.


“No exercício de 2021, 99,97% do orçamento foi efetivamente empenhado, o que demonstra o compromisso com a boa gestão e com o bom uso dos recursos públicos”, destacou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.


De acordo com a análise do Ministério da Infraestrutura, apesar das restrições orçamentárias, o Governo Federal manteve os cronogramas de obras executadas com o orçamento público e intensificou o processo de transferência de ativos à iniciativa privada.


O resultado foi a entrega, total ou parcial, de 108 empreendimentos em todos os modos de transporte, com destaque para a pavimentação, duplicação e revitalização de mais de 2 mil quilômetros de rodovias federais.


Além disso, o Governo Federal realizou leilões, resultando na transferência de 39 ativos de infraestrutura à iniciativa privada, o que fez com que o programa de concessões avançasse. Foram 22 aeroportos, uma ferrovia, 13 terminais portuários e três rodovias. Com essas concessões, foram assegurados R$ 6,27 bilhões em outorgas e R$ 36,32 bilhões em investimentos previstos ao longo dos contratos.


Fonte: O Debate