Buscar

MG reduz intervalo de aplicação da dose de reforço da vacina contra Covid-19 para 5 meses

Atualmente, dose de reforço da vacina é aplicada seis meses após a segunda dose ou a vacina de dose única.

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) publicou, nesta sexta-feira (12), no Diário Oficial do Estado, uma deliberação que aprova a redução do intervalo de administração da dose de reforço da vacina contra a Covid-19.


Segundo o texto, a partir de agora, a dose de reforço será aplicada cinco meses após a última dose do esquema vacinal primário, e não mais depois de seis meses. A redução no intervalo está condicionada à disponibilidade de doses nos municípios.


A deliberação, assinada pelo secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, considera "a necessidade de agilizar a administração da dose de reforço da vacina (...) visto que é uma forma de potencializar e reativar a capacidade de resposta imune do organismo".

Uma coletiva com o secretário sobre o avanço da vacinação em Minas, a alteração do intervalo para a dose de reforço e a atualização dos casos de variantes está prevista para as 11h30 desta sexta-feira.

BH também reduz intervalo

O g1 perguntou se a Prefeitura de Belo Horizonte também vai adotar o novo intervalo.

Segundo a administração municipal, a Secretaria Municipal de Saúde "segue as orientações do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado de Saúde".


"Sendo assim, o intervalo de aplicação entre as doses da vacina contra a Covid-19 passará a ser de 5 meses. Será divulgado, em breve, um calendário com a atualização das convocações da próxima semana", disse a prefeitura.


Fonte: G1