Buscar

Ministério da Infraestrutura apresenta novo Plano de Logística nesta sexta

Documento traz iniciativas para mudar a matriz de transporte do Brasil e torná-la mais racional e sustentável


O Ministério da Infraestrutura e a Empresa de Planejamento e Logística (EPL) apresentam o novo Plano Nacional de Logística, o PNL 2035, nesta sexta-feira, 3, a partir das 10h, em debate virtual transmitido pelas redes sociais da pasta. O documento traz iniciativas para mudar a matriz de transporte do Brasil.


Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso.

Segundo o ministério, um dos objetivos do plano é tornar a matriz de transporte do país mais racional e sustentável. O planejamento identifica as principais necessidades e oportunidades para o sistema de transporte brasileiro, indicando alternativas que resultem na redução de custos e na melhoria do nível de serviços, aumentando a eficiência do transporte de cargas.


Investimentos em uma série de empreendimentos foram levados em consideração. Entre eles, intervenções previstas em todos os contratos de concessões e parcerias vigentes; obras públicas em andamento e previstas; 164 aeroportos com voos regulares, conforme previsões do Plano Aeroviário Nacional; e novas ferrovias, como Ferrogrão, Fiol, Fico, novos ramos da Ferrovia Norte-Sul e extensões das malhas ferroviárias atualmente em operação.


O documento também trata de arrendamentos, desestatizações, terminais de uso privado e ampliações de capacidade dos portos; investimentos nas vias navegáveis – derrocamentos, melhorias e construção de IP4, e demais intervenções de grande porte previstas –; além de duplicações, pavimentação e intervenções na infraestrutura rodoviária Federal e estaduais.


Participam da abertura do webinário o secretário-executivo Marcelo Sampaio e a secretária de Fomento, Planejamento e Parcerias, Natália Marcassa, além do presidente da EPL, Arthur Luis. Haverá, ainda, apresentações técnicas do diretor do Departamento de Política e Planejamento Integrado do MInfra, Tito Livio, e do gerente de Pesquisa e Desenvolvimento Logístico da EPL, Leandro Silva. As informações são do Ministério da Infraestrutura.


Fonte: Exame