Buscar

Movimento Pilotos pela Vida chama atenção para cuidados com mais vulneráveis no trânsito

Campanha realizada pelo SEST SENAT e pela Raízen incentiva a prática da direção defensiva para motoristas e motociclistas


No trânsito, nem sempre é fácil ter o controle de tudo, já que todos são responsáveis por atitudes que podem proteger a própria vida e a de outras pessoas. E não é preciso ser especialista em trânsito para ter consciência da necessidade de respeitar os limites dos envolvidos no cenário: na relação entre um caminhão e uma moto, por exemplo, a vulnerabilidade de quem está sob duas rodas é clara. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, as regras relacionadas à vulnerabilidade dos usuários do trânsito fazem sentido, principalmente, quando se levam em conta dados divulgados pela Opas (Organização Pan-Americana da Saúde): mais da metade de todas as mortes no trânsito ocorre entre usuários vulneráveis das vias – pedestres, ciclistas e motociclistas.


Quando se trata de acidentes envolvendo caminhão e moto, a preocupação é ainda maior devido à diferença de tamanho e ao nível de proteção dos condutores. Em 2020, 10% dos acidentes fatais nas rodovias brasileiras envolveram caminhões e motocicletas, segundo dados da Polícia Rodoviária Federal.


Pensando nisso, o SEST SENAT, em parceria com a Raízen, licenciada da marca Shell, lançará, no mês de fevereiro, o movimento Pilotos pela Vida. A iniciativa também conta com o apoio do IFood, do Ministério da Cidadania, do Ministério da Infraestrutura, da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), do ONSV (Observatório Nacional de Segurança Viária) e da Transjordano. O movimento tem como objetivo conscientizar motoristas sobre os principais riscos envolvendo motocicletas no trânsito e sobre como mitigar esses riscos. Assim, busca engajar esses públicos na tomada de atitudes práticas que podem preservar vidas no trânsito e torná-los multiplicadores dessas informações.


A campanha destaca que acidentes não são causados somente por imprudências, e, sim, que existem outros fatores a serem considerados no trânsito: o ponto cego é um deles, principalmente quando se fala de veículos grandes, como caminhões e ônibus. Eles possuem pontos cegos à frente, em razão da altura; atrás, por causa do tamanho; e dos lados, devido à altura e à limitação dos espelhos. Dessa forma, a campanha mostra que, nas vias, não existem “vilões e mocinhos”, pois todos são responsáveis por um trânsito mais seguro; e a prática de direção defensiva por parte do motorista de caminhão e do motociclista pode salvar vidas.


Qualquer empresa ou pessoa pode aderir ao movimento Pilotos pela Vida. A campanha conta com material que pode ser compartilhado nas redes sociais e no WhatsApp e também está disponível para impressão.


Clique aqui para preencher o seu cadastro e baixar as peças


Veja as principais dicas para pilotos e motoristas trafegarem em segurança

Motociclista

- Nunca queira competir. Se perceber uma intenção de manobra, sempre espere a sua vez.


- Não ultrapasse pelo lado direito.


- Sempre mantenha uma distância de segurança e tente se posicionar do lado esquerdo da via.


- Ultrapasse totalmente o caminhão antes de desacelerar.


- Tente fazer contato visual com o motorista e faça-se ser visto, sem ferir as leis de trânsito.


- Ao perceber qualquer aproximação suspeita, buzine!


Motorista de caminhão

- Fique atento aos pontos cegos.


- Seja prudente e, quando necessário, dê preferência a motociclistas e outros veículos menores.


- Sinalize mudanças na pista e tente sempre se posicionar para manter condutores próximos no seu campo de visão.


Atuação em favor da vida

O SEST SENAT e a Raízen já são parceiros em outros projetos que promovem ações e treinamentos de segurança, com o objetivo de zerar a ocorrência de acidentes envolvendo caminhões.


O SEST SENAT atua na formação e na qualificação de profissionais do transporte para o mercado de trabalho. Para isso, oferece cursos especializados, presenciais e a distância que abrangem diferentes áreas do conhecimento, relacionadas desde a atividades operacionais de transporte e logística até a gestão dos negócios. As capacitações são desenvolvidas e ministradas com metodologias inovadoras de ensino e com o uso de equipamentos tecnológicos que dinamizam e aumentam a aprendizagem. Além disso, cuida da saúde dos trabalhadores do transporte por entender que o bem-estar deles é essencial para garantir um transporte mais eficiente, mais seguro e com mais qualidade.


A Raízen prioriza a segurança em todas as frentes em que atua; e a segurança rodoviária é uma das mais importantes dentro de suas operações, por ter milhares de motoristas realizando o transporte diário de produtos.


Fonte: CNT